#su-meta-descriptions .su-meta-edit-table .su-description textarea { height: 1.9em; } #su-meta-descriptions .su-meta-edit-table .su-description textarea:focus { height: 10em; } Biodiesel – saiba mais | DE BEM COM O PLANETA

Jul 08

Biodiesel – saiba mais

Por Aline Bomfim

O que é afinal?

Biodiesel é um combustível formado por ésteres de ácidos graxos, ésteres alquila (metila, etila ou propila) de ácidos carboxílicos de cadeia longa. Pois é, entender sobre composição de certos materiais pode parecer bem difícil. Porém, é interessante e importante saber que o biodiesel é um tipo de combustível renovável e biodegradável.

Obtido por diferentes processos a partir da reação química de óleos ou gorduras, de origem animal ou vegetal , sua produção é feita por meio da retirada do óleo das plantas, misturado com álcool (ou metanol) e estimulado por um catalisador que provoca uma reação química entre o óleo e o álcool.

O biodiesel pode substituir total ou parcialmente o óleo diesel de petróleo com o qual estamos acostumados. Usado em caminhões, tratores, ônibus e automóveis, o biodiesel pode ser usado puro ou misturado ao diesel comum em diversas proporções. A mistura de 2% de biodiesel ao diesel de petróleo é chamada de B2, misturado 3% chamado de B3, e assim sucessivamente até o biodiesel puro, denominado B100.

Existem dezenas de espécies vegetais no Brasil que podem ser usadas para produzir o biodiesel, como o óleo de mamona, de girassol, de babaçu, de amendoim, dentre muitas outras.

A cor e o cheiro do biodiesel variam um pouco em relação ao óleo vegetal escolhido como matéria prima. Em geral, o produto é amarelo claro ou mesmo alaranjado e o odor é parecido com o do óleo vegetal da mistura.

E as vantagens do biodiesel  para o Planeta?

São muitas. Atualmente reduzir a poluição e o aquecimento global é um dos objetivos que o mundo mais busca. Diariamente ficamos sabendo pelo noticiário sobre estudos indicando o uso maléfico de combustíveis de origem fóssil. O petróleo tem sido apontado como o principal responsável pelo efeito estufa.


O Brasil já obteve uma patente para a fabricação de biodiesel, registrada por meio de estudos e pesquisas na Universidade Federal do Ceará, nos anos 70. Essa patente foi expirada, sem que o país adotasse o biodiesel. Porém, hoje nosso país dispõe de conhecimento tecnológico para iniciar e impulsionar a produção de biodiesel em escala comercial.

Segundo a Lei nº 11.097, de 13 de janeiro de 2005, o biodiesel é um “biocombustível derivado de biomassa renovável para uso em motores a combustão interna com ignição por compressão ou, conforme regulamento, para geração de outro tipo de energia, que possa substituir parcial ou totalmente combustíveis de origem fóssil”. Essa lei estabelece a obrigatoriedade da adição de uma porcentagem mínima de biodiesel ao óleo diesel comum comercializado ao consumidor, em toda e qualquer parte do território nacional.

Além da vantagem econômica, temos que considerar também a agricultura vinculada ao biodiesel, que abrange a produção de matérias-primas.

Segundo a Análise de Impacto e Programa Regulatório de Padrões para Combustível Renovável, da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, Environmental Protection Agency), em fevereiro de 2010, o biodiesel de óleo de soja apresentou redução de cerca de, 57% das emissões de gases do efeito de estufa em comparação com o diesel fóssil. E biodiesel produzido a partir de resultados de resíduos de gordura uma redução de 86%.

Trocando em miúdos, podemos afirmar que as vantagens do Biodiesel são:

- É energia renovável. As terras cultiváveis podem produzir uma enorme variedade de matéria-prima.

- É constituído por carbono neutro, ou seja, o combustível tem origem renovável ao invés de fóssil. A queima do biodiesel gera baixos índices de poluição, não colaborando para o aquecimento global.

- Possui manuseio e armazenamento mais seguros.

- Contribui para a diminuição o êxodo rural, ou seja, gera mais empregos aos trabalhadores do campo, reduzindo a superlotação das grandes cidades.

- O custo de produção pode ser mais baixo do que os combustíveis derivados de petróleo.

- Possibilita que as economias dos países fiquem menos dependentes dos produtores de petróleo.

As desvantagens do Biodiesel

- Em países que não fiscalizam adequadamente seus recursos florestais, pode ocorrer um alto grau de desmatamento de florestas tropicais para dar espaço para as plantações de grãos.

- Diversas espécies poderão deixar de existir em consequência do avanço das áreas agrícolas.

- A produção intensiva da matéria-prima de origem vegetal leva a um esgotamento das capacidades do solo, o que pode ocasionar a destruição da fauna e flora, aumentando o risco de erradicação de espécies.

- É possível que haja uma subida nos preços dos alimentos, ocasionada pelo aumento da demanda de matéria-prima para a produção de biodiesel.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre lang="" line="" escaped="">

ESSE BLOG

Portal de entretenimento e serviços ligado a ecossustentabilidade.

Com novidades e notícias de tudo que acontece de novo no mundo, conectado com as tendências mundiais de sustentabilidade.

Há diversa formas de ajudar, assine nossa newsletter e fique por dentro de nossas ações

Divulgue o De Bem com o Planeta.
Coloque nossos banners em seu site ou blog e faça parte desse movimento.

GALERIA DE IMAGENS
CATEGORIAS
ARQUIVOS